Conferência Lisboa mais verde e mais saudável: os desafios da poluição atmosférica

10 de Novembro de 2020

Com o crescimento populacional nas áreas urbanas surge a necessidade de as cidades reajustarem as suas políticas ambientais.

Este foi o mote que conduziu à Conferência Lisboa mais verde e mais saudável: os desafios da poluição atmosférica, que decorreu na Culturgest, a 10 de novembro.

Pretende-se com a realização desta conferência “avaliar o impacto do ambiente urbano na saúde, no bem-estar da população e na economia da cidade, e ainda analisar os efeitos nocivos na saúde induzidos e acelerados por fatores de contaminação ambiental (epidemias e pandemias), procurando reduzir a sua incidência, prevenir novas ameaças e reforçar a ação neste domínio, dando especial atenção aos grupos mais vulneráveis”. Nesta conferência estiveram presentes o Prof. Fausto J. Pinto, Diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e o Professor António Vaz Carneiro, Diretor do Instituto de Saúde Ambiental da FMUL.

No decorrer desta conferência foi assinado um protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal de Lisboa e a Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

homem discursa num púlpito

Segundo Fausto J. Pinto é um “privilégio para a Faculdade de Medicina poder concretizar este tipo de relacionamentos com a Câmara Municipal, enquadra-se, aliás naquele que tem sido o espírito que a Faculdade tem tido com a sociedade civil, nomeadamente com uma instituição como a Câmara Municipal”. Através desta colaboração, a Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa poderá, na sua vertente cientifica, ajudar os decisores políticos na tomada de decisões. O conhecimento cientifico devidamente fundamentado permite ao decisor político a tomada de decisões mais eficazes.

Pode assistir a esta conferência aqui

Comentários recentes