Artéria “aberta” após enfarte agudo do miocárdio. Relação com a detecção de miocárdio “viável” por ecocardiografia de sobrecarga com dobutamina realizada pré-alta?