DEPARTAMENTO DE CORAÇÃO E VASOS JÁ REALIZOU MAIS DE 900 IMPLANTES DE PRÓTESE INOVADORA NA AORTA

in CHULN

O Departamento de Coração e Vasos do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte assinalou nesta segunda-feira os dez anos da introdução do TAVI – procedimento percutâneo para implante de uma prótese aórtica – no CHULN. Desde 2012, a equipa multidisciplinar já realizou mais 900 destes implantes inovadores, numa técnica menos invasiva e com recuperação mais rápida para a maioria dos doentes de risco.

Em 27 de Setembro de 2012, as equipas do CHULN implantaram as primeiras válvulas aórticas percutâneas no Hospital de Santa Maria, num homem de 75 anos e numa doente de 74. Desde então, o Departamento de Coração e Vasos já realizou mais de 900 destes implantes (905) e aponta já para o seu milésimo procedimento.

Números que resultam de um trabalho multidisciplinar que envolve cardiologistas de intervenção, cirurgiões torácicos, anestesistas, imagiologistas, enfermeiros, técnicos, internos. “Um resultado que valoriza o trabalho de equipa e só é possível num departamento que engloba três serviços”, destacou o Prof. Fausto Pinto, diretor do Departamento de Coração e Vasos, numa cerimónia marcada também por uma sentida homenagem ao Dr. Pedro Canas da Silva, Coordenador da Unidade de Cardiologia de Intervenção que se empenhou na implementação desta técnica no CHULN.

créditos fotos CHULN