Centro de Reabilitação Cardiovascular recebe acreditação europeia

in FMUL

É um momento de reconhecimento do trabalho de todos os envolvidos no projeto”, afirmou o Diretor do Departamento de Coração e Vasos, o cardiologista Fausto J. Pinto.

É o primeiro centro português de Reabilitação Cardiovascular (RCV) a receber esta acreditação em Prevenção Secundária e Reabilitação Cardíaca.

Inaugurado em maio de 2016, e tendo na altura como coordenador o médico Machado Rodrigues, o Centro de Reabilitação Cardiovascular CHULN/FMUL/CRECUL desenvolve a sua atividade com base num programa que tem o seu início durante o internamento do doente, na sequência de um enfarte do miocárdio, da agudização de uma insuficiência cardíaca, de uma cirurgia cardíaca, da implantação de um dispositivo cardíaco ou de uma intervenção percutânea.

“Após o tratamento agudo de uma situação cardíaca, há que recuperar e melhorar o doente, levando-o a modificar o seu estilo de vida, minimizando o risco cardiovascular e reinserindo-o na sua vida pessoal, social e profissional”, explicou Ana Abreu, coordenadora do Centro de RCV.

Fausto J. Pinto, que esteve presente na qualidade de Diretor do Serviço de Cardiologia e do próprio Departamento em que aquele está inserido, e ainda como Diretor da FMUL, afirmou ser a acreditação “o corolário do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nos últimos anos”, e reconheceu estar muito orgulhoso pela forma como o projeto tem evoluído.

Daniel Ferro, Presidente do Conselho de Administração do CHULN, fez questão em estar presente na cerimónia de descerramento da placa e na sessão que se lhe seguiu. Felicitou os profissionais que o ouviam pela distinção atribuída, mas logo acrescentou que “o reconhecimento do Centro por uma entidade europeia dá-vos uma responsabilidade acrescida”. Acrescentou ainda que, “nós temos como objetivo melhorar a qualidade dos cuidados prestados, mas, frequentemente, temos dificuldade em evidenciar o que melhoramos e como. Neste caso, o patamar que atingiram é reconhecido por uma entidade europeia”.

Este é um projeto que engloba o Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, a Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) e o Centro de Reabilitação Cardiovascular da Universidade de Lisboa (CRECUL).

A placa que agora está afixada à entrada do Centro de RCV, no Hospital Pulido Valente que, juntamente com Santa Maria, faz parte do CHULN, atesta a obtenção da acreditação na categoria de Prevenção Secundaria e Reabilitação Cardíaca. O título foi atribuído pela Associação Europeia de Cardiologia Preventiva, afiliada da Sociedade Europeia de Cardiologia.

Comentários recentes